EM BUÍQUE, BIBLIOTECA MUNICIPAL RECEBE PEÇA TEATRAL BASEADA EM OBRA DE GRACILIANO RAMOS

 


Finalizando as atividades de 2021, a Biblioteca Pública Municipal de Buíque, através do blog Choque Cultural Buíque, receberá no dia 26/12 (domingo), às 20 h, a adaptação teatral de “Infância”, obra autobiográfica de Graciliano Ramos, que teve sua 1ª edição publicada em 1945. O livro de memórias relata com riquezas de detalhes a infância do menino Graciliano em solo buiquense. A teatralização musicada a partir da obra homônima de Graciliano Ramos, conta com a atuação de Ney Piacentini (Pós-doutorando pela Unesp) e musicalização de Alexandre Rosa (Doutor em música-performance pelo Instituto de Artes da Unesp).

Em uma entrevista para o site UMES - União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo, Ney Piacentini ressaltou que a adaptação do livro à cena, atualmente em processo, vem sendo experimentada sob diversos ângulos. Por exemplo, a transformação do narrador adulto na criança que ele descreve de si mesmo, ou o desdobramento do autor nos vários personagens que compõem o romance.

Segundo Leonardo Silva, coordenador da Biblioteca, o Município de Buíque tem uma dívida de gratidão com Graciliano Ramos, por ele enfatizar com detalhes nossas ruas, personagens e nosso clima. “Nossa cidade é bastante cultural, a história está aí para nos mostrar a diversidade existente, por isso que digo: Graciliano bebeu desta fonte e se tornou a referência literária que é”, ressaltou.

A entrada é gratuita.

GRACILIANO RAMOS

O escritor, que completa 130 anos de nascimento em 2022, é autor de clássicos da literatura brasileira como Vidas Secas e São Bernardo. Na sua trajetória constam as atividades de prefeito de Palmeira dos Índios e diretor da Instrução Pública do Estado de Alagoas (cargo correspondente ao de Secretário de Educação). Escreveu romances: Caetés, Angústia e Memórias do Cárcere. Foi autor de crônicas e contos reunidos nos livros A Terra dos Meninos Pelados, Pequena História da República, Histórias Incompletas, Insônia, Viagem, Linhas Tortas, Viventes das Alagoas, Alexandre e Outros Heróis, entre mais obras. Foi jornalista, tradutor, inspetor de ensino e militante político, tendo ganhado diversos prêmios pelas suas obras.


Colaboração: Leonardo Silva

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.