teste

domingo, 29 de abril de 2012

O SÃO JOÃO DE ARCOVERDE E A VALORIZAÇÃO DOS ARTISTAS DA TERRA



Quando se visualiza os grandes eventos festivos do Estado de Pernambuco, mormente os do período junino, certamente o São João de Arcoverde merece uma atenção especial. De fato, ao longo desses anos essa festa tem se consolidado como um dos mais prestigiados eventos do calendário cultural de nosso Estado e, porque não dizer, da Região Nordeste. A cobertura que a mídia tem garantido ao nosso São João confirma o seu prestígio.

Para os artistas, sem dúvida, apresentarem-se ali, é garantia de enriquecimento do currículo e de ser exposto numa excelente vitrine, sendo vistos por numero público, formado por pessoas da cidade, mas também por uma grande leva de turistas, que, ano após ano, invadem a cidade para prestigiar o evento.

Na última terça-feira (24), a programação do polo central da festa foi anunciada em Recife, tendo a mídia dado grande cobertura à comitiva comandada pelo Prefeito Zeca Cavalcanti, a qual contou com a  Vice-Prefeita, com Secretários Municipais e com Vereadores. Estiveram presentes também vários dos artistas que irão se apresentar no grandioso evento.

Para nós, que militamos em defesa da cultura local, dentre as atrações anunciadas, duas merecem destaque especial, deixando-nos à vontade para manifestar todos os elogios aos que organizam o São João Arcoverdense pela inclusão das mesmas na festa. Falo do retorno aos palcos da Terra do Cardeal de dois nomes que, inegavelmente, enchem-nos de orgulho por serem originários desse lugar. Falo de João Silva e do Coco Raízes de Arcoverde.

O mestre João Silva, natural do distrito das Caraíbas, iniciou-se musicalmente em Arcoverde, de onde migrou para o Sudeste e ali construiu uma exitosa carreira, que o coloca como um dos compositores brasileiros mais gravados. Para se ter uma idéia, a sua canção "Prá não Morrer de Tristeza", conhecida como o hino da boemia brasileira, é um hit que recebeu inúmeras gravações, desde artistas da região até o festejado Nei Matogrosso. Mas o maior mérito de Seu João é ser o compositor mais gravado pelo Rei do Baião. Assim, a população de Arcoverde recebe o grande presente de poder assistir a apresentação desse filho ilustre, exatamente na abertura do São João em que se comemora o Centenário do Pernambucano do Século, Luiz Gonzaga. 

João Silva, inclusive, foi recentemente agraciado pela Câmara de Vereadores de Arcoverde com a Medalha de Honra ao Mérito Cardeal Arcoverde, atendendo a uma proposição do Vereador Luciano Pacheco. Fala-se até que a medalha será entregue na abertura do São João 2012.

O Coco Raízes de Arcoverde, que ficou de fora da festa no ano passado, tem literalmente levado o nome de nossa cidade pelas várias apresentações que tem feito no País e até no estrangeiro, sendo louvado como um dos mais autênticos grupos de cultura tradicional de Pernambuco. Um ponto que merece ser ressaltado quanto ao Raízes é que a sua apresentação na noite de São João será feita em conjunto com o Coco Trupe de Arcoverde, num formato que, além de mostrar todo o vigor da nossa mais tradicional manifestação cultural – o Samba de Coco – favorece a união e o congraçamento entre os artistas.

Assim, não poderíamos deixar de fazer a nossa louvação àqueles que idealizam o São João de Arcoverde, pela excelente iniciativa de valorizar artistas de matriz arcoverdense, como é o caso também de Mazinho, Wagner Carvalho e Banda Oásis, além de outros tantos que se apresentarão nos polos descentralizados.

Registramos, todavia, também as ausências. Sem querer entrar no mérito quanto às razões da não inclusão na grade de programação dos nomes de Paulinho Leite e da Banda Noda de Caju, não dá prá esconder que esses artistas, que têm lugar em qualquer palco em que seus estilos musicais sejam apresentados, deixarão uma lacuna que certamente será reclamada pelos seus muitos fãs que prestigiarão o melhor São João do interior pernambucano.


Kleber Araújo – Diretor de Comunicação do COCAR

3 comentários:

  1. Fiquei surpresa em saber da ausência de Paulinho Leite na programação. Isso não deveria acontecer.

    ResponderExcluir
  2. sem querer vanglórias , mas o talento e a cara de uma cidade como Arcoverde sou eu , eu mesmo o JUNINHO SAIGON, no quel me sinto om todo o talento e a postura de subir em qualquer que seja o palco destemundo, assim me entristeço quando somos musicos largados, mas somos pessoas e artistas de dons recebidos do alto e não de baixo, creio que um dia seremos elevados nos verdadeiros palcos da vida. assim seja...

    junior saigon O CANTOR

    ResponderExcluir