quarta-feira, 19 de novembro de 2014

PROJETO FREVO, CAPOEIRA E PASSO GRAVA DOCUMENTÁRIO EM RECIFE

Imagens da Visita a Recife
Nascido em 2013, a partir de uma parceria entre a Escola Estadual Médici e o Coletivo Cultural de Arcoverde - COCAR, o Projeto Frevo, Capoeira e Passo tem por objetivo o estudo do frevo desde suas origens até a sua configuração atual, colocando o ritmo genuinamente pernambucano   em destaque dentro do ambiente escolar, com a realização de palestras, oficinas e formação de um grupo permanente de alunos, que com orientação de professores de capoeira e frevo, montaram um espetáculo que tem o mesmo nome do Projeto.
Nesta quarta (19/11), os integrantes do Frevo, Capoeira e Passo aportaram em Recife com dois objetivos principais. Visita ao Paço do Frevo e início da gravação de um documentário, que está sendo realizado pela Candiero Produções, do cineasta Wilson Freire.
No Paço, os estudantes tiveram contato com o acervo do mais amplo equipamento cultural do mundo dedicado ao Frevo. Ali foi realizada uma visita guiada por todos as áreas do museu, onde acompanhado por arte-educadores, o grupo pode vivenciar momentos que remetem a todo o conteúdo vem sendo trabalhado na Escola.
Além de contato contato com o acervo, os alunos ficaram muito empolgados com as oficinas de música e dança que foram ministradas no desenrolar da visita.
Mas o melhor estava por vir, ali mesmo no Paço do Frevo, o grupo pode apresentar o espetáculo que vem ensaiando desde o ano passado, quando a equipe de filmagem pode fazer as primeiras imagens que comporão o documentário.
Do Paço do Frevo, o grupo seguiu para o Marco Zero, um dos mais importantes polos do carnaval pernambucano, onde foram tomadas mais cenas para composição do curta metragem. A conclusão das filmagens se dará em Arcoverde, com data ainda não definida.
A viagem foi coordenada pelo Gestor da Escola, Francisco Romildo, auxiliado por integrantes de sua equipe, pais de alunos e membros do COCAR.
A próxima apresentação do espetáculo Frevo, Capoeira e Passo será no dia 13 de dezembro próximo durante o Festival Cultura na Cabeça, que acontecerá no Alto do Cruzeiro em Arcoverde, celebrando os cinco anos de fundação do COCAR.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

CONFRARIA DOS ARCOVERDENSES EM RECIFE, ENCONTRO DE FINAL DE ANO


Será no dia 29 deste mês, último sábado de novembro, a partir do meio-dia, o XI Encontro de Final de Ano dos Arcoverdenses. A confraternização dos integrantes da colônia sertaneja residente no Recife será realizada no Bar e Restaurante Pai D’Égua, na Av. General Polidoro, 982, no bairro da Cidade Universitária.

Coordenado por Tony Porto (9668-9887), Edson Bezerra (9138-2075) e José Hertz (8666-8694), o XI Encontro XI dos Arcoverdenses terá como atrações o Grupo Escravos da Alegria (MBP), Antonio do Acordeon, Paulinho Leite, Mazinho de Arcoverde, Ricardo Nunes, Aracílio Araújo e Tonino Arcoverde.

Para acesso ao Buffet estilo self service, a exemplo do ano passado, serão cobradas as taxas de R$ 20,00 (vinte reais) para mulheres e R$ 25,00 (vinte e cinco reais) para homens. O serviço do buffet terá início às 12 h, indo até às 16 h. As bebidas serão comercializadas mediante aquisição de senhas individuais no caixa do restaurante.

Objetivando contar com um bom número de participantes, os coordenadores do encontro solicitam aos arcoverdenses residentes no Recife e amigos que  divulguem esta convocatória nas redes sociais e para as suas listas particulares.

Será um momento de revermos os amigos, mantendo acesas as velhas amizades. Até Lá!!!

terça-feira, 4 de novembro de 2014

SESC REALIZA EVENTO VOLTADO PARA OS SANFONEIROS, COM MÚSICOS DE ARCOVERDE E REGIÃO



COCAR REALIZA EVENTO DE LITERATURA DE CORDEL NO DISTRITO DE HENRIQUE DIAS

Folhetos de Literatura de Cordel de Autoria de Seu Zezé






O Coletivo Cultural de Arcoverde - COCAR estará realizando o seu primeiro evento fora do Município de Arcoverde. Domingo, dia 09/11, a trupe do Coletivo estará no Distrito de Henrique Dias, Município de Sertânia, para o lançamento de três publicações de Literatura de Cordel, as quais fazem parte do Projeto "Nas Asas do Cordel", parceria do COCAR com a Pantera Cordelaria, que tem por objetivo a difusão da arte do cordel em Arcoverde e Região.

O local do lançamento não foi escolhido por acaso, é lá que reside o autor dos trabalhos que serão apresentados ao público. Trata-se do cordelista José Francisco Filho, conhecido por todos como "Seu Zezé". Nascido em 1924, completou no mês passado 90 anos de uma vida muito intensa.

Seu Zezé foi funcionário da Rede Ferroviária Federal por muitos anos, tendo ali se aposentado na função de supervisor. Mas a vida do cordelista não se resumiu a isso, ele foi agricultor, vaqueiro, juiz de futebol, marcador de quadrilhas, professor, engraxate, enfermeiro e, podemos dizer, um verdadeiro agitador cultural, pois esteve envolvido nas principais festividades do lugar onde morava, atuando nos ciclos junino e natalino e também nas festas de carnaval.

Os folhetos que serão lançados falam da realidade do autor, retratando as suas vivências no Sertão do Moxotó. "Zezé na Rede" aborda a sua vida como trabalhador da RFFSA, onde começou no ano de 1948 como "cassado de linha" e foi conquistando seu espaço pelo trabalho e pelas muitas amizades que conquistou. "A Saga de Tião Capucho" conta a história de um vaqueiro da região, que era conhecido pela sua bravura e destreza na captura de bois na mata fechada, mas que acabou morrendo justamente por conta de uma queda sofrida em uma de suas aventuras.

O cordel "Seu Zezé e Dona Edite, Uma História" é uma homenagem que o autor faz a sua falecida esposa, descrevendo os momentos de alegria e tristeza que o casal experimentou nos cinquenta e sete anos de convivência.

A publicação dessas obras só foi possível graças ao empenho de Hélio Neves (Chuchu) que se encarregou de recolher os originais com o autor e repassá-los ao Poeta Jaelson Gomes que fez a diagramação e acrescentou versos em homenagem a "Seu Zezé".

O evento contará com a participação de familiares e amigos do autor, além de poetas, declamadores e músicos que irão fazer uma grande homenagem a essa figura tão valorosa, cuja  vida é repleta de belas histórias, as quais têm sido tão bem retratada em poesias de cordel.