teste

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

PROFESSOR DO CESA É VENCEDOR DE PRÊMIO DO POESIA NO PARANÁ



Professor Carlos Alberto em homenagem na Câmara de Vereadores de Arcoverde
O Sesc Cornélio Procópio - PR, em parceria com o Rotary Club, o Lions Club, a Prefeitura, a Academia de Letras, Artes e Ciência de Cornélio Procópio e UTFPR, divulgou o resultado da 30ª edição do Festival Poético. Este ano, cerca de 1.183 poesias foram inscritas, no Brasil e até nos Estados Unidos.

O Professor  do Centro de Ensino Superior de Arcoverde - CESA, Carlos Alberto de Assis Cavalcanti, foi o grande vencedor na categoria "Adulto - Outras Cidades", que contou com 236 poesias inscritas.

O Festival é um evento de grande porte, tendo repercussão no Brasil e fora dele, com participação de poetas de renome, e cujo objetivo é fomentar a leitura de textos poéticos e a produção de textos. Este ano o certame será finalizado com o cerimonial de premiação no dia 20 de novembro.

Participaram da comissão julgadora os seguintes especialistas:

Profª. Dra. Diná Tereza de Brito – UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná - Campus Cornélio Procópio;

Profª. Dra. Edenir Haddad Santos – UENP – Universidade Estadual do Norte do Paraná - Campus C. Procópio;

Profª. Dra. Eliana Merlin Deganutti de Barros – UENP - Universidade Estadual do Norte do Paraná - Centro de Letras, Comunicação e Artes - Campus Cornélio Procópio;

Profª. Mestra Juliana da Silva Bello  - UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná;
Profª. Dra. Lilian Madi Ravazzi – UNESP - Universidade Estadual Paulista;

Profª. Doutoranda Rosângela B. Pimenta UTFP - Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus C. Procópio.
Já tornou se tornou uma rotina registramos em nosso blog as vitórias desse grande poeta, o Professor Carlos Alberto, que, a cada conquista, deixa-nos orgulhosos e cientes de que em Arcoverde existem excelentes valores artísticos que merecem ser melhor divulgados e apreciados pela população local.

Eis o belo poema LEITURA A QUATRO MÃOS:



A cigana
lê a mão
nas entrelinhas
da fantasia
que enche o coração
do consulente
esperançoso.
A cada declaração,
revela os segredos
contidos nas linhas
da imaginação,
nem sempre os mesmos
das linhas das mão.
Assim, ela (pr)(d)escreve,
para o ouvinte atento,
seu próprio invento
de ambígua linguagem
que os dois engana
na mesma viagem.

foto: arquivo do COCAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário