domingo, 12 de maio de 2013

PROJETO FREVO, CAPOEIRA E PASSO É LANÇADO COM GRANDE EVENTO



Foi um sucesso além das expectativas o lançamento do Projeto Frevo, Capoeira e Passo. Na manhã de sábado (11/05), a Escola Presidente Médici recebeu cerca de 400 pessoas dente estudantes, professores, membros da comunidade, autoridades e artistas, que foram prestigiar o evento.

 
Na chegada à Escola, os convidados eram recepcionados ao som do frevo pernambucano, executado por um grupo de educandos, já anunciando o que estava por vir.


As atividades tiveram início na quadra da Escola com a realização de uma animada oficina de frevo, coordenada pelos professores do Grupo Guerreiros do Passo. Os estudantes puderam visualizar e executar vários dos movimentos que compõem o repertório de passos do frevo.


Ao final da oficina todos se dirigiram ao pátio, onde ocorreu a solenidade de lançamento do Projeto Frevo, Capoeira e Passo. O cerimonial foi conduzido por Draiton Moraes, Presidente do COCAR, que inicialmente formou a mesa, a qual  foi composta pela Prefeita e Vice-Prefeito do Município, Secretário de Educação, Cultura e Esportes, Comandante da Polícia Militar, Gestor da Escola, representante do COCAR, representante dos artistas, representante do Conselho Tutelar e representante do COMDICA. Após as falas dos membros da mesa, o Professor Francisco Romildo fez a apresentação do Projeto, enfatizando a importância da promoção de atividades culturais no ambiente escolar.


A seguir, iniciaram-se as apresentações. Inicialmente com um grupo de capoeira comandado pelos contra-mestes Camaleão e Canguru. O público se empolgou com a bela exibição dos meninos e meninas capoeiristas.

O frevo veio à cena com o grupo da Escola formado por oito meninas e coordenados pelos professores Jó e Silvinha, que arrancaram aplausos de todos, ao executarem bela coreografia.


Para fechar as apresentações, foi exibido o maravilhoso espetáculo "O Frevo" pelos Guerreiros do Passo, grupo recifense que veio a Arcoverde especialmente para o evento. Todos ficaram encantados com os movimentos, formados pela ginga da capoeira e pelos passos do frevo. O musical, que conta a história do frevo, emocionou as pessoas, que corresponderam com aplausos em vários momentos.


O projeto, realizado pela Escola Médici em parceria com o COCAR, segue agora com oficinas de frevo, capoeira, música e alegorias até o mês de outubro, quando será apresentado um espetáculo musical, a ser construído como resultado do aprendizado obtido no Projeto.



quarta-feira, 8 de maio de 2013

SELEÇÃO PARA PATROCÍNIO CULTURAL DA CAIXA ECONÔMICA ENCERRA-SE NO PRÓXIMO DIA 27 DE MAIO



A CAIXA Econômica Federal abriu inscrições para a seleção de projetos culturais a serem realizados em 2014.Os interessados poderão se inscrever de 15 de abril até 27 de maio de 2013 em três dos programas culturais da CAIXA: Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural, Apoio ao Artesanato Brasileiro e Apoio a Festivais de Teatro e Dança.

As inscrições serão feitas exclusivamente por meio de formulário eletrônico, até o dia 27 de maio de 2013, às 18h (horário de Brasília), e somente as inscrições preenchidas corretamente serão acatadas. Não serão aceitos projetos enviados por quaisquer outros meios.

As dúvidas, relacionadas aos programas, deverão ser encaminhadas para a CAIXA por meio da ferramenta Fale Conosco, disponível no sítio de inscrição: http://www.programasculturaiscaixa.com.br.

PROGRAMAS CULTURAIS DA CAIXA:

A CAIXA mantém quatro programas de apoio à cultura: Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural, Apoio a Festivais de Teatro e Dança, Apoio ao Artesanato Brasileiro e Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro. Este último é bianual e, no ano passado, contemplou 12 projetos com um investimento total de R$ 2.383.135,87.

O Programa de Ocupação dos Espaços da CAIXA Cultural vai selecionar projetos para compor a programação em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, no período compreendido entre os meses de março de 2014 e fevereiro de 2015. O valor máximo de patrocínio, por cidade solicitada, é de R$ 300 mil. Cada proponente pode apresentar até dez projetos, podendo cada um ser realizado em uma ou mais cidades com CAIXA Cultural. Serão aceitos projetos de artes visuais (fotografia, escultura, pintura, gravura, desenho, instalação, videoinstalação, intervenção e novas tecnologias ou performances); teatro (contemporâneo, físico, circo-teatro, performance de palco, etc.), dança (contemporânea, clássica, dança-teatro, etc.); música e cinema.
Poderão ser apresentados ainda, projetos para palestras, encontros, cursos, leituras dramatizadas, oficinas e lançamento de livros. 

O Programa CAIXA de Apoio ao Artesanato Brasileiro vai selecionar projetos que visem ao desenvolvimento de comunidades artesãs e à valorização do artesanato tradicional brasileiro. O projeto pode contemplar uma ou mais unidades produtivas, ainda que em municípios ou localidades diferentes, e cada proponente pode apresentar um único projeto.  O valor máximo concedido será de R$ 50 mil.

O Programa CAIXA de Apoio a Festivais de Teatro e Dança selecionará projetos de festivais em todo o território nacional, a serem realizados no período de janeiro a dezembro de 2014. 
O valor máximo concedido será de R$ 200 mil. Serão considerados somente os festivais que contemplem a partir de cinco companhias ou grupos de teatro/dança participantes, e que tenham,
no mínimo, 10 (dez) espetáculos distintos, além de palestras, oficinas e cursos.

Todas as informações necessárias a participação nos programas estarão disponíveis no regulamentos, publicados no sítio http://www.programasculturaiscaixa.com.br.

Fonte: Assessoria de imprensa CAIXA Cultural Recife


terça-feira, 7 de maio de 2013

TEATRO DE RUA: COMPANHIA MOSSOROENSE SE APRESENTA EM ARCOVERDE

Companhia Escarcéu de Teatro

Será neste sábado, às 18h, na Praça da Bandeira a apresentação do espetáculo de teatro de rua "Ciganos", encenado pela Companhia Escarcéu de Teatro, da cidade de Mossoró (RN), que já completou 27 anos na estrada.

“Ciganos” foi um dos 73 projetos aprovados pelo prêmio Funarte Artes Cênicas na Rua, na modalidade “projetos circulação de espetáculos de rua”. As 15 apresentações previstas em cidades do Nordeste, foram distribuídas pelos Estados do Pernambuco, Ceará e Paraíba. Em nosso Estado, além de Arcoverde, foi contemplada a cidade de Olinda, que receberá o espatáculo no dia 12/05.
A companhia já vinha apresentando seu espetáculo em bairros de Mossoró durante o ano de 2012. O edital da Fundação Nacional de Artes (funarte) premiou iniciativas de artes para rua de todos os Estados brasileiros. O objetivo do programa é fomentar atividades que busquem, nas apresentações de rua, um novo significado para o espaço público. Como é um edital de abrangência nacional, 73 grupos de diversos estados brasileiros receberam o prêmio. Entre estes a Cia Escarcéu de Teatro.
Ciganos
O espetáculo é uma criação colaborativa baseada em vivências estéticas desenvolvidas pela Companhia Escarcéu como princípio criativo. Contando com a participação de atores e atrizes experientes e de jovens iniciantes egressos do curso de teatro oferecido pelo Ponto de Cultura da Escarcéu, a dramaturgia foi fruto de um trabalho que reuniu um conjunto de técnicas cênicas que teve a participação de todos os integrantes do elenco, sob a orientação do Mestre em Artes Cênicas Nonato Santos, que também assina a versão final do texto. A música do espetáculo foi composta pelo ator e percussionista Roberlilson Paulino, os figurinos são da atriz/figurinista Lenilda Sousa e a coreografia do espetáculo é assinada por Sadraque Tavares. 
O Espetáculo CIGANOS representa a experimentação de novos caminhos e linguagens teatrais. O espetáculo mostra a riqueza cultural de um povo nômade que há séculos caminha pelo mundo compartilhando experiências e conhecimentos.

domingo, 5 de maio de 2013

LIVRO RETRATA A PARCERIA ENTRE LUIZ GONZAGA E ZÉ DANTAS




Em meio a uma grande festa de forró, com a transmissão ao vivo do Programa "Forró, Verso e Viola", da Rádio Universitária FM (99,9 mhz), apresentado pelo radialista e forrozeiro Ivan Ferraz, a Editora Massangana da Fundação Joaquim Nabuco fará o lançamento do livro "Na Batida do Baião, no Balanço do Forró", da antropóloga Mundicarmo Ferreti, no dia 16 de maio, às 18h, no Auditório Benício Dias, do Museu do Homem do Nordeste, no bairro de Casa Forte, Recife.
 
A publicação surgiu a partir da dissertação de mestrado da antropóloga maranhense Mundicarmo Ferretti, na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no final da década de 1970. Neste sentido, a obra se constitui como o primeiro trabalho acadêmico a analisar o produtivo encontro de Luiz Gonzaga e Zédantas que, malgrado suas diferenças de origem social e formação, souberam formar uma parceria que resultou em sucesso de comunicação de massa – tanto através do disco e do rádio quanto das casas de forró, sobretudo à época da intensa migração de nordestinos para o Centro-Sul do País. 
 
A transmissão ao vivo do programa Forró, Verso e Viola, das 16h às 18h, direto do auditório Benício Dias, irá contar com as participações especiais dos forrozeiros Mazinho de Arcoverde, Paulinho Leite, Petrúcio Amorim, Maciel Melo, Nádia Maia, Cristina Amaral, Beto Ortiz, Novinho da Paraíba, João Silva,  Rogério Rangel, Paulo Matricó, Josildo Sá, Silvério Pessoa, Júnior Vieira e Ronaldo Aboiador - todos convidados do radialista Ivan Ferraz, além da autora do livro (antropóloga Mundicarmo Ferretti), estudiosos da obra gonzaguiana, familiares de Luiz Gonzaga e Zedantas, admiradores da música nordestina, estudantes e ouvintes do programa. 
 
 
O lançamento do livro "Na Batida do Baião, no Balanço do Forró" acontecerá imediatamente após o encerramento do Programa Forró Verso e Viola, às 18 horas, no hall do Museu do Homem do Nordeste.

colaboração:Edson Bezerra.

sábado, 4 de maio de 2013

FREVO SERÁ TEMA DE PROJETO EDUCACIONAL EM ARCOVERDE



Frevo, Capoeira e Passo. Esse é o nome do Projeto que surge da parceria firmada entre a Escola Estadual Presidente Médici e o COCAR – Coletivo Cultural de Arcoverde.

A escolha do tema deveu-se ao recente reconhecimento do frevo como Patrimônio Imaterial da Humanidade, além da percepção de que esse ritmo centenário precisa ser bem mais divulgado em nossa Região, posto que não é um valor cultural apenas do Recife. Pertence aos sertanejos também, por que não? Basta lembrarmos de artistas genuinamente arcoverdenses ligados ao frevo, a exemplo de Beto da OARA, Jorge Magalhães,  Sebastião Caranguejo e de Josias Lima.

Durante seis meses o frevo será trabalhado no ambiente escolar, com repasse de conteúdos em sala de aula e em oficinas de dança, música, figurinos e adereços. Ao longo da execução do Projeto, toda a Escola estará envolvida com o tema unindo esforços na montagem de um musical sobre a história do frevo a ser apresentado ao final do ciclo, como resultado dos conhecimentos adquiridos durante o desenvolvimento do Projeto.

O lançamento da empreitada acontecerá no dia 11/05 (sábado), em um evento festivo na própria Escola. A partir de 09h, as atividades iniciarão na quadra esportiva com uma oficina de frevo ministrada pelos integrantes do grupo recifense Guerreiros do Passo, que vem desenvolvendo um reconhecido trabalho de pesquisa, formação e divulgação do frevo.

Ao término da oficina, os presentes irão se reunir no pátio onde será feita a apresentação das etapas e objetivos do Projeto. Em seguida, os Guerreiros voltarão à cena para ministrarem uma aula-espetáculo abordando o frevo desde suas origens até a configuração atual.

No Projeto Frevo, Capoeira e Passo, Escola e Sociedade Civil dão-se as mãos e avançam  na construção de alternativas educacionais que promovam a conscientização dos educandos quanto à importância da sua história e a beleza da cultura do lugar onde vivem.

Serviço:
O que: lançamento do Projeto Frevo, Capoeira e Passo.
Onde: Escola Presidente Médici – Arcoverde (PE)
Quando: dia 11/05 (sábado), a partir das 09h


sexta-feira, 3 de maio de 2013

PREFEITA MADALENA BRITTO FALA SOBRE A CRIAÇÃO DO SISTEMA MUNICIPAL DE CULTURA EM ARCOVERDE

Prefeita Madalena Brito fala sobre o Sistema Municipal de Cultura

Conforme havíamos anunciado, o Município de Arcoverde manifestou formalmente ao Ministério da Cultura a intenção de aderir ao Sistema Nacional de Cultura - SNC. De acordo com o Diretor Municipal de Cultura, Gustavo Azevedo, ontem (02/05) foi encaminhada a documentação necessária a dar início ao processo de adesão.

A Prefeita Madalena Britto gentilmente recebeu o COCAR para uma entrevista sobre essa iniciativa de seu Governo, que, sem dúvida se constitui no passo inicial para institucionalização de políticas culturais permanentes em nosso Município. Vejam o que falou a Prefeita.

COCAR: No mês passado, foi anunciado que o Município de Arcoverde irá fazer adesão ao Sistema Nacional de Cultura. Quais as vantagens desta iniciativa para o segmento cultural Arcoverdense?

PREFEITA MADALENA BRITTOEsse é um avanço imprescindível para legitimação do diálogo entre a comunidade artística e os poderes públicos. No nosso caso, o municipal dá o ponta pé inicial, para que possamos formular e aplicar juntos uma política pública de cultura permanente.

COCAR: Em 2012, a comunidade artística encaminhou ao Poder Executivo uma minuta de Projeto de Lei criando o Sistema Municipal de Cultura em Arcoverde. Esse documento será considerado na elaboração do Projeto de Lei que seu Governo enviará à Câmara Municipal?

PREFEITA MADALENA BRITTONós iremos apreciar o documento e, com certeza, considerar os possíveis pontos de relevância. Mas, diante da adesão ao Sistema Nacional de Cultura, o próximo passo será a criação de um Conselho de Política Cultural, para que possamos elaborar o Plano de Cultura Municipal. Tudo isso, com todas as representatividades contempladas, de maneira a valorizar a Cultura na nossa terra, como ela merece.

COCAR: Uma grande novidade a ser introduzida pelo Sistema de Cultura é a democratização das decisões acerca de políticas para a cultura, com a criação do Conselho Municipal de Cultura, composto por representantes da Prefeitura e da Sociedade Civil. O que o Senhora acha da participação da comunidade cultural na definição de políticas para a área?

PREFEITA MADALENA BRITTO - A participação da comunidade cultural na definição de políticas de cultura é essencial. Não se pode pensar num coletivo sem as devidas representações. Ouvir, debater, analisar, acordar faz-se necessário e é uma conquista sem volta. O Sistema Nacional de Cultura vem com o propósito de se firmar, independentemente da alternância de poder, para que, assim, todos os projetos possam ter continuidade.

COCAR: Como se dará a adesão de Arcoverde ao Sistema Nacional de Cultura e em quanto tempo este processo estará concluído?

PREFEITA MADALENA BRITTO - O município assinou a adesão no último dia 02 de maio, quando encaminhou toda a documentação ao Ministério da Cultura. A previsão é que em um mês obtenhamos a resposta do MinC e a partir daí, possamos cumprir com todas as exigências do ministério (Criação do Conselho Municipal , Plano de Cultura, Conferência e Fundo) e,  claro, receber em contrapartida todo o apoio para o desenvolvimento das políticas públicas de cultura.

quarta-feira, 1 de maio de 2013

AMANHÃ TEM POESIA NO CASTELO


É amanhã (02/05), a partir das 20h no Castelus Massas, localizado na Rua Duarte Pacheco, São Miguel, Arcoverde.

Informações pelo fone: (87) 9961-4419.

Vamos participar desse momento cultural e colaborar com os Socorristas Voluntários de Arcoverde.