domingo, 12 de agosto de 2012

ELEIÇÕES: ENCONTROS DOS CANDIDATOS COM O MOVIMENTO CULTURAL TÊM EXCELENTE REPERCUSSÃO


Na semana que passou foram realizados encontros da comunidade cultural arcoverdense com os candidatos às eleições de 2012. Os eventos foram organizados pelo Coletivo Cultural de Arcoverde – COCAR e contaram com a presença de artistas, produtores culturais e dos candidatos das chapas majoritária e proporcional.

O objetivo dos encontros foi apresentar aos futuros ocupantes de cargos eletivos em Arcoverde as principais preocupações do movimento cultural e obter dos mesmos um compromisso com esses pontos, além de oferecer oportunidade para que as chapas expusessem o seu plano de governo para a cultura. Foi apresentada aos candidatos a “Carta de Compromisso com a Cultura”, enumerando dez pontos que a comunidade cultural considera importantes e que merecem a adesão dos postulantes ao governo de Arcoverde.

 
Madalena e Wellington ouvem as reinvidicações do Movimento Cultural

Na quarta-feira (08/08), na sede da Associação Comercial de Arcoverde, foi realizada a reunião com Madalena Brito (PTB) e seu Vice Wellington Araújo (PTB). Cerca de cinquenta pessoas compareceram ao evento e inicialmente ouviram de Wellington que a cultura em Arcoverde tem que ser tratada com absoluta prioridade e, caso sua chapa seja eleita, serão abertos canais de diálogo com a sociedade civil, de forma a avançar na implementação de políticas para o setor.

Ao se pronunciar, a candidata a Prefeita enfatizou a riqueza cultural que há no Município de Arcoverde e a necessidade de que essa área seja tratada com a máxima atenção pelo Poder Público. Madalena também destacou o seu desejo de ouvir todos os integrantes do movimento cultural de Arcoverde, de forma a construir, em parceria, um conjunto de ações voltado para a promoção de atividades culturais.

Indagada sobre a instituição do Sistema Municipal de Cultura, Madalena comprometeu-se a verificar o andamento da minuta de projeto de lei que foi enviada pelo movimento cultural ao Prefeito no mês de abril passado. O fotógrafo Rodolfo Araújo questionou a candidata acerca da situação do Teatro Municipal que se encontra inconcluído a mais de vinte anos, atualmente sendo utilizado como depósito. Madalena afirmou que há impedimentos jurídicos para a retomada imediata das obras, mas afirmou que, se eleita, tratará a questão como prioridade.

Os candidatos, alegando orientação da assessoria jurídica, disseram que não poderiam, naquele momento, assinar a “Carta de Compromisso com a Cultura”, mas reconheceram que as dez reivindicações ali tratadas são muito justas e merecem especial atenção.

Israel Guerra expondo seu programa de governo para a cultura

 Na tarde do sábado (11/08) foi a vez do movimento cultural se reunir com os candidatos oposicionistas Israel Guerra (PC do B) seu vice Marlos Porto (PPS), no Hotel Monteirão. A reunião teve expressiva participação de artistas, produtores e candidato(a)s a vereador. O candidato a vice parabenizou os integrantes da comunidade cultural pela iniciativa e pelo alto nível do documento apresentado. Marlos falou da necessidade de que sejam adotadas medidas de incentivo ao segmento cultural, citando o Centro de Cultura, criado por seu pai, Giovani Porto, com recursos do próprio do Município, e que, na sua opinião, está a merecer uma atualização do seu acervo e a disponibilização de conteúdos digitais.

A Israel coube a apresentação do plano de governo para a Cultura, o qual contém muitos pontos que coincidem com as propostas apresentadas na “Carta de Compromisso com a Cultura”. Um dos destaques das idéias apresentadas foi a criação dos Centros Comunitários de Cultura, a serem implantados nos bairros, como instrumento de promoção de atividades culturais e artísticas voltadas para crianças e jovens, com intuito de educar e revelar talentos.

O candidato assumiu o compromisso de instituir o Sistema Municipal de Cultura em Arcoverde, alinhando assim a política cultural local com o Sistema Nacional. Enfatizou a necessidade de que se cumpra de imediato o art. 171 da Lei Orgânica Municipal, que prevê a destinação de 1% da receita municipal para a cultura.

Outra novidade no programa de governo da chapa de oposição é a eleição do Secretário de Cultura, que será escolhido pela comunidade cultural, com apresentação de lista tríplice a ser encaminhada ao Chefe do Executivo.

Quanto ao Teatro Municipal, Israel afirmou que não há qualquer óbice a imediata retomada da sua construção, providência que será adotada com urgência caso obtenha êxito nas eleições de outubro.

Ao final, os candidatos subscreveram a “Carta de Compromisso com a Cultura”, recebendo muitos aplausos do público presente.

Com a realização dos dois encontros, o COCAR considera ter cumprido importante papel ao provocar uma reflexão sobre a questão cultural na nossa cidade e, de forma democrática e transparente, contribuído no processo de escolha dos nossos próximos governantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário