teste

sexta-feira, 1 de junho de 2012

GRUPO PELEJA TRAZ ATIVIDADES CULTURAIS A ARCOVERDE


 Grupo Peleja - momento do espetáculo Guarda Sonhos

Após visitar as cidades de Caruaru, Goiana e Petrolina, na próxima semana, o Grupo Peleja chega até Arcoverde levando o filme “Munganga”, o espetáculo “Guarda Sonhos” e uma oficina prática. Essas atividades fazem parte do projeto de circulação estadual financiado pelo Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura. Em Arcoverde, o grupo conta com a parceria da Tropa do Balacobaco. 

Na estrada desde 2002, o Grupo Peleja se envereda por caminhos que envolvem mistura, intercâmbio, gerando frutos no teatro, na dança, na pesquisa acadêmica e em produções audiovisuais. Esta diversidade está presente na formação dos integrantes sendo duas dançarinas, um ator/iluminador e um ator/antropólogo e aparece nas produções artísticas, nas oficinas oferecidas pelo grupo e nas parcerias que desenvolvem.

 A oficina ministrada por Lineu Gabriel acontecerá no dia 07/06 (o dia todo) e as inscrições estão abertas. Os interessados devem entrar em contato com o pessoal da Tropa do Balacobaco, na rua Neto Cavalcanti, 30, Centro.

 A oficina: Aborda aspectos da pesquisa corporal que utiliza elementos do cavalo marinho na construção de um treinamento cotidiano para o ator-dançarino, com o objetivo de abrir caminhos para uma relação subjetiva e pessoal com os princípios técnico-expressivos das brincadeiras populares. A partir da corporeidade e dos passos da dança do cavalo marinho, serão trabalhados jogo, presença cênica, pulso, intenção, manipulação de energia e dinâmica corporal. É indicada para atores, dançarinos, performers, estudantes de teatro e dança, e pessoas que tenham interesse e boa disposição para o trabalho físico.

O espetáculo: “Guarda Sonhos” parte de tradições coletivas para chegar a uma expressão singular, trazendo para a cena as ferramentas que fazem parte da trajetória pessoal da intérprete-criadora, tais como a dança contemporânea, o teatro físico e o butô. O espetáculo transita na fronteira entre a dança e o teatro, tateando possibilidades para a expressão de uma bailarina que procura um caminho para si. Elementos de frevo e cavalo marinho aparecem diluídos numa criação coreográfica que mescla informações corporais de diferentes contextos. Porém, mais do que a recriação de movimento destas danças, este trabalho é um olhar para dentro, preenchido pela memória afetiva e pelas sensações corporificadas de uma intensa experiência com os sambadores da Zona da Mata Norte de Pernambuco.

O filme: Munganga é um documentário que aborda a relação entre sambadores de cavalo marinho, manifestação tradicional da Zona da Mata Norte Pernambucana, e artistas de teatro e dança que utilizam elementos desta brincadeira em suas criações. Através de um olhar sensível, o filme desenha os contornos dos fluxos possíveis entre tradição e contemporaneidade, revelando expressões singulares que emergem do encontro de diferentes.

Programação:

Cavalo marinho e o corpo na cena - Oficina com Lineu Gabriel

Dia 07/06 (quinta-feira – manhã e tarde), das 9h às 12h e das 14h às 17h.

No SESC Arcoverde.

Guarda sonhos (espetáculo) e Munganga (filme)

Dia 08/06 às 20h.

Na sede da Tropa do Balacobaco, com entrada franca.


Mais informações e inscrições:
(87) 9138-4708 com Romualdo
tropadobalacobaco@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário