teste

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

CARNAVAL DE SERTÂNIA TEM NO BLOCO OS TANGERINOS O SEU DIFERENCIAL

 
Em Sertânia o carnaval tem um diferencial em relação a outras cidades: é o folguedo dos Tangerinos. Brincadeira popular que toma as ruas da cidade na terça-feira de carnaval. Os Tangerinos são mascarados, portando chapéus de palha e uma longa roupa estampada. Cipós e chocalhos também fazem parte da indumentária desses brincantes, que saem na folia tangendo o Boi Enganoso.

Logo cedo os Tangerinos saem de casa e começam a brincar nas ruas. A festança atinge o ponto culminante com o desfile da troça "Os Tangerinos e o Boi Enganoso", que sai da vila da COHAB, na periferia da cidade e ganha as ruas em direção ao centro.No trajeto, os tangerinos também pedem dinheiro, para custear o carnaval. A folia é acompanhada pela banda de pífanos da mata, tocando frevos e marchinhas carnavalescas. Um som mecânico reproduz a trilha sonora do ritual dos Tangerinos: uma toada , um repente, que servem de fundo musical para o folguedo, que tem a pega do Boi Enganoso sendo encenada pelos tangerinos.Um frevo encerra a apresentação e tudo acaba em festa.

Tangerinos são humildes tangedores de gado alheio, que a pé conduziam boiadas pelas cidades do sertão nordestino. a origem do folguedo sertaniese está diretamente ligada á tradição folclórica do lugar, onde haviam bastantes tangerinos. "O próprio fundador de Sertânia, Antão Alves, era um Tangerino", afirma Josessandro Andrade, um dos fundadores da troça. Os tangerinos também estão ligados as diversas histórias de bois da região, contadas de forma oral, como o Boi Japonês ou registradas também em livro como o Boi de Ouro, de Ulysses Lins de Albuquerque, no livro homônimo e o Boi Enganoso, de Marcos Cordeiro, no Romançal Paranambuco.

Colaboração e foto: Josessandro Andrade

Nenhum comentário:

Postar um comentário