sábado, 5 de novembro de 2011

POESIA PARA O COCAR, POETA ALLAN SALES

Allan Sales

O Poeta Allan Sales, cearense radicado na Veneza Brasileira,  emociona com poesia dedicada ao COCAR. Apreciem:

Arcoverde que anuncia
Toda força da cultura
Para a geração futura
Todo novo que se cria
Pra gerar cidadania
Com cultura e educação
E fazer transformação
Aconteça o que aconteça
O COCAR vai na cabeça
Da cultura no sertão

E à margem dos poderes
Um COCAR vai coroando
Lindo povo se expressando
A mostrar tantos saberes
Pois o povo tem quereres
Tem a força bem na mão
Toda forma de expressão
No sertão se estabeleça
O COCAR vai na cabeça
Da cultura no sertão

Arcoverde premiada É portal bem sertanejo
Todo verso benfazejo
Por ali tomando a estrada
O COCAR tão camarada
Faz cumprir bela missão
De cultura em profusão
Para que o mundo cresça
O COCAR vai na cabeça
Da cultura no sertão
 Allan Sales, Recife 05 e 06/11/11


Biografia, pelo próprio Poeta

Estou no Recife desde 1969. Estudei no Colégio da Polícia Militar todo meu ensino médio. Em 1979 servi ao Exército Brasileiro de onde sai como 2º Tenente da Reserva. Estudei Matemática na UFPE e Engenharia Civil na POLI sem concluir os dois cursos.
Estudei violão erudito e componho desde 1982 peças de música popular. Fiz 15 trilhas originais para teatro e recebi 7 prêmios por esse trabalho. Ganhei em 2002, 2003 e 2005 o CONCURSO DE MÚSICAS CARNAVALESCAS DO RECIFE, promovido pela Prefeitura da Cidade do Recife.
Comecei na literatura de cordel em 1997 publicando EPOPÉIA CORDELISTICA DO BRASIL (a História do Brasil em cordel de Cabral a FHC). Em 1999 fiz artesanalmente meu primeiro folheto O TRABALHO DE BRENNAND, hoje sou autor de mais de 300 folhetos publicados pela UNIVERSALES CORDELARIA, a menor editora de cordel do Brasil, tem apenas um diagramador, ilustrador, editor e produtor: Allan Sales. 

fonte: foto e biografia portal interpoética (www.interpoetica.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário