domingo, 20 de novembro de 2011

HOMENAGEM AOS CANTORES E CANTORAS, NOITE INESQUECÍVEL

Quem foi ao Democrático Esporte Clube na noite de 18/11/2011 presenciou um dos eventos culturais mais marcantes da história de Arcoverde. O espaço ficou pequeno para abrigar todos os artistas, familiares, amigos e público em geral, que compareceram à VII edição do Projeto Sextas-Feiras Culturais, a qual foi dedicada aos cantoras e cantoras de destaque na cena arcoverdense, tendo sido contemplados quase uma centena de artistas.

O evento foi dividido em dois momentos: a Sessão Solene da Câmara de Vereadores de Arcoverde e as apresentações musicais. 

A homenagem iniciou com a exibição do documentário o "Canto e o Encanto de Sebastião Caranguejo", em que é retratatada a trajetória do cantor falecido precocemente 1980, mas que ainda é considerado a grande referência no canto em Arcoverde e Região. Para receber a homenagem compareceram os dois irmãos do artista, Raimundo e Sebastião Freitas, além de muitos outros familiares, que fizeram questão de manifestar sua gratidão por aquele momento. Também foi lembrado o cantor Jonas Freitas, irmão de Caranguejo, que se destacou no canto sacro, com atuação durante muitos anos na Matriz de Nossa Senhora do Livramento.

 familiares de Sebastião Caranguejo

Foi reverenciado ainda o cantor e compositor João Silva, destaque nacional, com canções gravadas por muitos artistas de renome, tendo sido parceiro de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, que imortalizou mais de cem músicas do artista de Arcoverde. A biografia de João Silva, escrita em cordel pelo Poeta Júnior do Bode, foi declamada pela Poetiza Edilza Vasconcelos e o troféu de homenagem foi entregue ao músico Fubica, contemporâneo do homenageado.

Fubica recebe de Sandro Vasconcelos a homenagem em nome de João Silva

Outro que recebeu as saudações foi o Senhor Jairo Pacheco, o qual foi cantor do antológico grupo de Seresta "Os Namorados da Lua", que marcou época na música arcoverdense. O Vereador Luciano Pacheco representou o pai e, após fazer menção à trajetória do mesmo, fez os agradecimentos pela família. Ao final, o Vereador também demonstrou a sua herança musical, apresentando um número bastante aplaudido.

Luciano Pacheco agradecendo a homenagem ao seu pai

O saudoso Jorge Luiz, cantor de grande destaque na Orquestra OARA, teve o seu nome também lembrado com a exibição de um vídeo, em que foram mostrados momentos marcantes da vida do artista e alguns de seus sucessos, inclusive aquele em que homenageia a sua Terra, Arcoverde. Mulher e filho de Jorge Luiz receberam o troféu de reconhecimento.

familiares de Jorge Luiz recebem homenagem

A primeira homenageada feminina da noite foi Lúcia, que nos anos 80 e 90 iniciou no canto sacro e depois passou a integrar bandas de baile, sendo considerada um dos grandes nomes do canto feminino em Arcoverde.

 Lúcia recebendo o troféu do Professor de Música Sérgio Godoy

Dona Zita Esteves de Brito, ao receber a homenagem, fez um passeio pelas quatro décadas em que tem se destacado como cantora em Arcoverde. O depoimento da homenageada arrancou muitos aplausos dos presentes, quando a mesma afirmou que havia parado de cantar, mas que, por um convite, feito por amigos de Sertânia, participou de três canções em CD lançado em homenagem ao compositor sertaniense Valdemar Cordeiro.

Dona Zita ao lado da Vice-Prefeita Madalena Brito

Paulinho Leite, quando foi agradecer pela lembrança de seu nome no evento, fez questão de mencionar a influência que Sebastião Caranguejo teve sobre sua carreira, confessando inclusive, que este foi o seu grande ídolo na infância e adolescência. Paulinho, com sua costumeira simpatia, arrancou muitos risos da platéia ao relatar "causos" da sua convivência com Sebastião.

A Vereadora Luíza Margariada entrega troféu a Paulinho Leite

A cantora Larissa, que não pode comparecer por motivos profissionais, foi representada por sua mãe, Dona Lindaura, que agradeu a homenagem prestada a sua filha, lembrando que o COCAR e a Câmara de Vereadores têm prestado relevante contribuição à cultura de Arcoverde.

Beto da OARA entrega homenagem a Dona Lindaura, mãe de Larissa

Pelo trabalho que vem fazendo pela valorização do frevo no Sertão, Kleber Araújo, Presidente do COCAR, também recebeu a sua homenagem, a qual foi guardada em segredo até o momento da entrega. Ao agradecer, Kleber dedicou o troféu ao seu tio Jovanaldo Ferreira (Botinha), que atuou no segmento da seresta durante muitos anos, de onde se pode destacar as suas interpretações dos sucessos do inesquecível Augusto Calheiros.

Kleber Araújo e familiares

Desfeita a mesa, a música assumiu o comando da noitada. Subiu ao palco um competente grupo de instrumentistas, formado por Djair, Ronaldo, João Cabral e Fubica, que acompanharam cantores e cantoras que espontaneamente brindaram o público com sua arte.

 Ronaldo, João Cabral, Fubica e Djair

Inegavelmente, o Projeto Sextas-Feiras Culturais, parceria da Câmara de Vereadores com o COCAR, fez justiça a esses artistas maravilhosos e promoveu um momento que ficará marcado na memória cultural de Arcoverde.

Vejam mais fotos da festa.

2 comentários:

  1. faltou divulgação para tal evento

    ResponderExcluir
  2. A homenagem ao cantor Sebastião Caranguejo foi justíssima.O cantor Paulinho Leite enalteceu o referido cantor como sua fonte inspiração,ao contrário de Beto da Oara que,em momento algum, citou o nome do homenageado que tanto deu notoriedade à sua banda,mas humildade não é pra todo mundo.Ah,o nome dos irmãos de Sebastião Caranguejo presentes no evento são Raimundo e Severino Freitas.Parabéns ao COCAR!!!

    ResponderExcluir