teste

domingo, 30 de outubro de 2011

O LABORATÓRIO MUSICAL DO GRUPO SOMOS UNO


O arcoverdense Laerson Pessoa tomou uma corajosa decisão: resolveu deixar a carreira bem sucedida de executivo de uma grande indústria de Pernambuco, para se dedicar integralmente às atividades artísticas. Descobriu-se poeta e hoje é protagonista do projeto poético-musical chamado Somos Uno. Nessa experiência, música e  poesia aparecem ligadas por grandes laços de afinidade. 


Formado em 2007, o Grupo Somos Uno utilizou como ponto de partida a pesquisa dos músicos Sandi Maia e Stephan Hitzelberger, para construir um repertório, que traz a sonoridade como elemento fundamental para a composição poética. Valendo-se do ritmo, da cadência dos versos, da musicalidade das palavras, a poesia é sempre interpretada como música, mesmo quando apenas lida em silêncio ou declamada sem qualquer acompanhamento instrumental.


Em 2009, o grupo estréia com o cd Recriar, no qual a melodia, as letras e os músicos se encontram para formar uma célula única. Aparecem no trabalho MPB, maracatu, salsa, chorinho, soul music, ciranda, dentre outros ritmos.   

O álbum foi gravado no estúdio Via Brasil (Recife), com a participação especial do cantor e comporsitor Zeh Rocha e do cantor Kleyton Andrade. A direção musical ficou por conta de Sandi Maia e  Stephan Hitzelberger. Esse trabalho deu origem ao DVD homônimo, gravado no Teatro da Universidade Federal de Pernambuco.


Já está na praça o 2º CD, finalizado em 2011, com o título de Colibri. Neste trabalho, o Somos Uno apresenta músicas temáticas nordestinas como xote, forró, coco, embolada e baião, interpretadas nas vozes de Sandi Maia, Fernanda Farani, Laerson Pessoa e com participação especial de Nando Cordel, Silvério Pessoa, Raízes de Arcoverde, Angela Luz e Almir Avlys.


Deixamos ao final, para a apreciação dos nossos leitores, uma amostra desse passeio musical. É o coco O Mundo Gira, letra e música de Laerson Pessoa, com a interpretação do Samba de Coco Raízes de Arcoverde e Silvério Pessoa. Boa audição!


Nenhum comentário:

Postar um comentário