quinta-feira, 6 de outubro de 2011

MICHELINY VERUNSCHK, MAIS UM NOME DE DESTAQUE NA CULTURA ARCOVERDENSE



Mais uma figura de destaque homenageada pelo Projeto Sextas-Feiras Culturais. Dia 07/10, na Câmara de Vereadores de Arcoverde.

Embora nascida em Recife, a escritora Micheliny Verunschk, passou boa parte da sua vida em Arcoverde, onde era professora de História, tendo trilhado em nossa cidade os primeiros passos da sua exitosa carreira literária.

Esteve envolvida com o movimento cultural arcoverdense, quando, juntamente com Rose Mary e outros, articulou o Movimento Calangotango, o qual, sem dúvida, contribuiu decisivamente para o fortalecimento da Cultura de Arcoverde.

Graduada em História e Mestre em Teoria e Crítica Literária pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, é autora de Geografia Íntima do Deserto (2003), O Observador e o Nada (2003) e Cartografia da Noite (2010). Tem contos publicados no Canadá, Estados Unidos, Portugal e França. Foi uma das finalistas do Prêmio Portugal Telecom de 2003, com Geografia Íntima do Deserto.

Recentemente esteve na Jornada Literário Portal do Sertão, promovida pelo SESC – Arcoverde, lançando sua mais nova obra Cartografia da Noite. Muito festejada no meio literário, a autora dá nome ao romance do escritor sertaniense Wilson Freire, A Mulher que Queria Ser Micheliny Verunschk.

Hoje radicada em São Paulo, Micheliny tem atraído a atenção da crítica literária, sendo constantemente requisitada em eventos do gênero. Registre-se ainda a sua participação em diversas antologias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário